ProUni: 3 dicas para conseguir sua bolsa

ProUni
Compartilhar:
Facebooktwittermail

O ProUni é uma iniciativa do Governo Federal que pode ajudar você a se formar. Por meio dele, é possível ganhar bolsas integrais e parciais durante todo o período de faculdade.

Quem quer aumentar as chances de conseguir uma bolsa deve se informar sobre todas as etapas do programa. 

Neste post, vamos ajudar você a fazer isso. Acompanhe para saber tudo e se dar bem na seleção!

Afinal, o que é ProUni?

Apesar de ter ficado famoso nos últimos anos, o ProUni ainda gera dúvidas em alguns estudantes.

ProUni é uma abreviação criada para nomear o Programa Universidade para Todos. Ele foi criado pelo Ministério da Educação (MEC) para democratizar o acesso ao Ensino Superior.

Milhares de jovens de todo o país já concluíram suas graduações graças a uma das bolsas ofertadas.

Anualmente, o MEC promove duas seleções para novos candidatos, no início de cada semestre.

Os participantes do projeto concorrem a bolsas integrais e parciais em instituições de ensino do Brasil inteiro.

O desconto concedido durante a aprovação no programa tem validade até a sua conclusão.

Se você está precisando de um apoio financeiro para realizar o sonho do diploma, essa é uma alternativa e tanto! 

Quem pode participar do ProUni?

Como se trata de uma iniciativa pública, o MEC criou algumas regras para participação.

Só candidatos que atendam pelo menos um dos requisitos do programa têm chances de serem selecionados no processo.

Se você está interessado em concorrer a uma bolsa do ProUni, saiba que é necessário:

  • ter cursado o Ensino Médio todo em escola pública ou em instituição privada com bolsa integral;
  • ou ter cursado o Ensino Médio parcialmente em escola pública e em instituição privada, desde que tenha bolsa integral;
  • ou ser uma pessoa com deficiência;
  • ou ser professor do Ensino Básico na rede pública em atividade e estar concorrendo a uma vaga nos cursos de Licenciatura, Normal Superior ou Pedagogia.

Além disso, o progrma estabelece as seguintes condições para quem quer se aplicar:

  • ter renda familiar de até três salários mínimos por pessoa;
  • ter realizado o Enem e alcançado pelo menos 450 pontos na média das provas;
  • não ter zerado a Redação do Enem.

Portanto, observe se você pode mesmo concorrer a algumas das bolsas.

Como é o processo seletivo do ProUni?

Quem deseja participar do ProUni deve ficar atento ao calendário de divulgação do MEC. Todas as informações são divulgadas no site do programa no início do semestre.

Ah! Fique tranquilo! A inscrição é bem simples. 

Basta inserir os dados levantados pelo sistema, em apenas uma etapa.

Ao fazer isso, você já deve saber qual curso quer fazer e quais são as instituições de ensino de preferência.

Isso porque é possível selecionar até duas opções de graduações, alternando entre as universidades e os turnos disponíveis.

Enquanto o resultado definitivo não for divulgado, você poderá mudar essas opções de acordo com o seu interesse.

ProUni - dicas

3 dicas para conseguir sua bolsa

Agora que você já sabe como o ProUni funciona, queremos ajudar a aumentar as suas chances de sucesso no programa.

Selecionamos 3 dicas para conseguir a sua bolsa parcial ou integral. Saiba quais são elas:

1. Monitore o sistema diariamente

O sistema do ProUni define quais alunos serão selecionados de acordo com a nota de corte de cada curso. 

Esse número não tem nada de misterioso ou complexo. Nada mais é que a nota mínima para aprovação.  Ela é baseada no número de candidatos disponíveis e nas notas dos candidatos inscritos para o curso.

Quanto mais concorrida a vaga, maior a nota de corte. 

Por isso, é muito importante acompanhar as alterações do sistema diariamente para avaliar suas chances de aprovação.

Caso a nota de corte esteja muito maior que sua média final no Enem, altere a instituição de ensino pretendida. Assim, você terá mais chance de ser aprovado.

2. Saiba como calcular a sua renda familiar

A renda familiar é um dos pontos que podem eliminar suas chances no ProUni. Portanto, você deve prestar bastante atenção ao realizar esse cálculo.

Quem deseja concorrer a uma bolsa parcial, deve ter uma renda familiar de até 3 salários mínimos por pessoa.

Já para bolsas integrais, você deve ter uma renda familiar de até 1 salário mínimo e meio por pessoa.

Para se certificar em qual dos casos você se encaixa, some toda renda bruta das pessoas que moram com você. Ou seja, o valor inicial do salário sem qualquer tipo de desconto. 

Após encontrar o montante total, divida o resultado pelo número de familiares. 

Pronto, agora você já sabe qual é a sua renda familiar por pessoa!

Ah! Lembre-se que você precisará comprovar esses valores na etapa de documentação. 

Por isso, seja honesto e ético em relação aos dados citados na hora da inscrição.

3. Defina um foco claro

Nada de sair atirando para todos os lados! Quem se inscreve no ProUni sem ter um objetivo bem definido pode acabar se perdendo após a inscrição.

Imagine ser aprovado para um curso que você não tem interesse ou em instituição de ensino que não te agrada? 

Isso seria uma grande perda de tempo, com baixo retorno do seu investimento de estudo.

O melhor a se fazer é analisar as opções de graduações e faculdades antes do período de inscrição.

No próprio site do ProUni, você encontrará uma lista com todas as opções de curso e opções disponíveis por cidade.

Levante os dados por lá. Depois, analise com calma qual será mais vantajosa para a sua formação e empregabilidade.

ProUni: aproveite a oportunidade!

Ser aprovado no ProUni, em qualquer uma das modalidades, com certeza mudará a sua vida.

Pessoas que têm acesso à universidade têm mais chances de crescerem profissionalmente. 

Além disso, desenvolvem diversas habilidades comportamentais e técnicas que só a graduação é capaz de fazer.

Um futuro de sucesso aguarda você depois de aplicar todas essas dicas!

Quer saber mais sobre carreira? Siga a Fama nas redes sociais: Instagram e Facebook e leia mais sobre o ensino superior.

Compartilhar:
Facebooktwittermail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *