Faculdade Fama Menu
Blog

Aqui, você se liga no Na Prática e coloca suas ideias pra funcionar.

08 de março de 2018

Escritoras Goianas

melhores escritoras goianas

Você sabe quem são as Escritoras Goianas pioneiras da literatura? Conheça a história dessas 5 mulheres.

Cora Coralina

Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas (Cora Coralina), nasceu na Cidade de Goiás, no dia 20 de agosto de 1889. Cora, é uma das autoras mais reconhecidas da literatura brasileira.

Tendo concluído apenas a 4ª série do ensino fundamental, a escritora encanta a todos que entram em contato com seus livros, com poemas e poesias, além dos artigos que destilam a alegria de viver.

O seu primeiro livro: “Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais”, foram publicados em junho de 1965, quando já tinha quase 76 anos de idade. O tema mais explorado pela escritora em seus livros foi sobre o cotidiano. Embora a poesia tenha sido seu maior foco, Cora está entre as escritoras goianas que também escreveu contos e literatura infantil.

Em 1970, ela toma posse da cadeira número 5 da Academia Feminina de Letras e Artes de Goiás. E, em 1981 recebe o Troféu Jaburu através do Conselho Estadual de Cultura de Goiás.

Faleceu em Goiânia, em 10 de abril de 1985, com 95 anos, vítima de pneumonia. Após sua morte, a casa onde viveu os últimos anos de vida foi transformada no Museu Cora Coralina. Em 2001, a moradia na cidade de Goiás foi reconhecida pela Unesco como Patrimônio Histórico da Humanidade.

Cora Coralina, com certeza, é a mais famosa das escritoras goianas.

Rosarita Fleury

Rosarita retratava em suas obras a realidade da mulher goiana, onde a escritora escreveu a obra “Elos da Mesma Corrente”. Com uma longa narrativa o livro uni as famílias de Goiás.  É um verdadeiro documentário sociológico e geopolítico de Goiás, no final do século XIX (1886-1899).

Retrata os usos, costumes, indumentária, culinária, religiosidade e linguajar, tanto na zona rural quanto na velha Capital de Goiás. Há nesse romance sinais de predomínio da cultura francesa nas famílias mais abastadas, de elos mais fortes. Dentre os livros das escritoras goianas, esse é um dos mais famosos.

Há também espectros de escravas mexeriqueiras, pretas-velhas carinhosas, carregadeiras d’água dos chafarizes. O legado de Rosarita é agora difundido por sua filha Maria Elizabeth Fleury Teixeira, ex-presidente da Academia Feminina de Letras e Artes de Goiás.

Darcy Denófrio

Darcy França Denófrio, nasceu na fazenda Nova Aurora, hoje município de Itarumã em Goiás, no dia 21 de julho de 1936. Autora de mais de duas dezenas de livros, distribuídos nas áreas de didática, crítica e literária.

Sua crítica tem-se voltado fundamentalmente para difusão da Literatura Goiana. Dedicou trinta anos de sua vida ao magistério, destacando-se como professora de Teoria literária nos cursos de graduação e pós-graduação da Universidade Federal de Goiás.

A escritora é vista entre os melhores nomes da poesia brasileira atual, recebendo diversos prêmios e condecorações importantes em escala nacional, tanto por seu trabalho como escritora, quanto como personalidade cultural que se tornou. É por isso que, dentre as escritoras goianas, é uma das mais premiadas.

Maria Rosário Cassimiro

Maria do Rosário, nasceu em 23 de setembro de 1934 na cidade de Catalão, Cassimiro é educadora, escritora e professora brasileira, ex-presidente da Academia Feminina de Letras de Goiás e ex-reitora da Universidade Federal de Goiás entre os anos de 1982 e 1985. Foi a primeira mulher a exercer o cargo de reitora em uma universidade federal brasileira.

As suas principais obras são “Além do Tempo” (Editora Kelps), “Umas e Outras” (Editora Kelps) e “O Processo Educativo” (Editora UFG). Todas reconhecidas nacionalmente, juntamente com outras obras de escritoras goianas.

Lêda Selma

Lêda é poetisa, contista, cronista e integra diversas antologias nacionais e internacionais. É membro da cadeira 14 da Academia Goiana de Letras. É verbete em diversos trabalhos críticos goianos, e, também, em obras de alcance nacional como “Dicionário de Mulheres”, de Hilda Agnes Hübner Flores, e “Enciclopédia de Literatura Brasileira”, Afrânio Coutinho. Publicou 14 livros (7 de poemas e 7 em prosa).

Gostou de conhecer a história das Escritoras Goianas? Aproveitamos para desejar um Feliz Dia da Mulher!

Fique ligadinho aqui no Blog do Futuro Fama pois temos novidades para você semanalmente!

Laysa Godoi

Comentários