Faculdade Fama Menu
Blog

Aqui, você se liga no Na Prática e coloca suas ideias pra funcionar.

20 de dezembro de 2018

“Agente” ou “A gente” – Qual a diferença?

Estudei em Colégio Público. Consigo passar no Vestibular?

É normal termos um bogue na cabeça de vem em quando e esquecermos algumas coisinhas dessa nossa língua tão complexa. Mas tem palavras que simplesmente nos confundem.

Um exemplo disso é a gente ou agente?
E aí? Como usá-las? Vamos aprender?

Utilizamos a gente escrito separado quando vamos nos referir de uma maneira informal à primeira pessoa do plural, o nós.

  • a gente não quer só comida;
  • a gente espera;
  • a gente pode;
  • a gente sabe;

O a gente é uma locução pronominal semanticamente equivalente ao pronome nós.
Deve ser conjugada na terceira pessoa do singular e evitada na modalidade escrita, especialmente em textos literários.

Exemplos:

  • A gente vai ao shopping após nossa reunião.
  • A gente gosta muito de pizza.
  • Ele falou com a gente.

Utilizamos a gente escrito junto para se referir à um profissional.

  • agente de turismo;
  • agente penitenciário;
  • agente secreto;
  • agente imobiliário;

Exemplos:

  • Ele é um agente secreto.
  • O agente penitenciário demorou a chegar.
  •  A agente de saúde passará aqui às nove horas.

O agente é um adjetivo e um substantivo que atua nos dois gêneros, por isso se apresenta da mesma forma, tanto no gênero masculino, como no feminino. (O agente penitenciário, a agente de saúde).

Ou seja, é só prestar um pouquinho mais de atenção e arrasar. Mas compartilhe com a gente, quais outras palavras que dão esse bogue em vocês?

Kellen Silva

Analista de Marketing na FAMA. Amante da escrita e apaixonada em redes sociais.

Comentários